top of page
  • Foto do escritorPet integra

Frutas que seu pet pode e não pode comer!


Que as frutas são nutritivas e deliciosas opções de lanche para nós humanos, nós já sabíamos, né? Mas, e para os nossos peludos? Elas são ou não são liberadas como parte da dieta?


E a resposta certa para essa pergunta é: DEPENDE!!!


Tudo depende da espécie do seu pet, do tipo da fruta e da quantidade oferecida, afinal, apesar de serem repletas de vitaminas e fitonutrientes, nem tudo que é bom para um indivíduo é para todos e até água em excesso pode ser prejudicial.


Vamos nessa? Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto.


Afinal, quais podem ser ofertadas aos pets?



Se você deseja oferecer frutas ao seu pet, saiba que esta pode ser uma ótima decisão! E o melhor de tudo, existe uma grande variedade de opções que podem servir para substituir a oferta de petiscos industrializados.


Caderno e caneta na mão? Então, confira as #frutasliberadas para o seu AUmigo!


  • Maçã

  • Mirtilo

  • Morango

  • Mamão

  • Mexerica

  • Pera

  • Damasco

  • Melancia

  • Manga

  • Kiwi

  • Banana

  • Pêssego

  • Melão

  • Laranja

  • Caqui

Existem outras frutas que podem ser ofertadas com cautela, como abacate e abacaxi, porém, é indicado avaliar a individualidade do seu pet e verificar a possibilidade com o seu médico veterinário previamente.


Para escolher a quantidade a ser ofertada, precisamos sempre levar em consideração o porte do animal, sua idade e condição de saúde. Por exemplo, se uma pessoa de 60kg come uma banana por dia, proporcionalmente um Spitz Alemão não deveria comer mais do que ¼ de banana na mesma frequência.


Se um animal idoso que tem histórico de gastrite crônica, devemos evitar oferecer frutas mais cítricas para ele, enquanto que para um animal jovem e saudável, essa escolha ajudaria na prevenção de doenças e processos degenerativos.


E quais não são boas ou são contra-indicadas:


Assim como existem as frutas liberadas, existem também aquelas que não são aconselháveis para o consumo de pets , por conterem elementos considerados alérgenos ou tóxicos para certas espécies e indivíduos.



  • Carambola

  • Ameixa

  • Abacate

  • Damasco

  • Cereja

  • Uva e uva-passa



A ingestão dessas frutas, dependendo da quantidade e da resposta individual de cada animal pode desencadear problemas gastrointestinais, dermatológicos, neurológicos e ou até mesmo óbito.


Como introduzir as frutas na dieta do meu melhor amigo?



Consulte um veterinário

Antes de introduzir qualquer novo alimento na dieta do seu pet, sempre consulte o seu veterinário. Eles podem fornecer orientações específicas com base nas condições individuais de saúde, peso e necessidades do seu pet.


Limpeza e preparo

Sempre lave bem as frutas para remover resíduos de pesticidas ou sujeira. Remova sementes, núcleos e partes duras que possam ser perigosas e oferecem risco de engasgo.


Tamanhos e porções

Ofereça-as em pedaços pequenos e fáceis de mastigar, a fim de evitar riscos de engasgos ou regurgitação.


Caso seu pet seja idoso ou apresente dificuldades de mastigação, opte por oferecer frutas amassadas como banana ou maçã, ou amoleça as mais duras como maçã ou pêra no microondas ou forno.


Introdução gradual

Introduza as frutas na dieta do seu pet de forma gradual. Comece 1 vez ao dia entre as refeições principais para permitir que o sistema digestivo deles se adapte.


Caso haja episódios de vômito ou fezes amolecidas, suspenda a oferta e relate ao seu médico veterinário de confiança.


Monitoramento

Esteja por perto nas primeiras vezes que ele for comer uma nova fruta e fique atento a possíveis reações adversas.


Caso ocorra reação alérgica ou engasgos, procure imediatamente o médico veterinário.


Moderação

As frutas devem ser um complemento à alimentação regular do seu pet, ou seja, não substituem as refeições principais e não devem ultrapassar de 5% da dieta diária dele.


Escolha até duas frutas para oferecer ao dia e no máximo 3 vezes. E lembre-se, elas também têm açúcar!


Evite frutas processadas

Sempre utilize frutas frescas! As vendidas enlatadas, cristalizadas ou em calda, contêm açúcar e outros aditivos que não são saudáveis para os pets, e nem para nós!



Saiba os principais benefícios das frutas para os pets!



São inúmeros! Cada fruta possui diferentes fitonutrientes e vitaminas, por isso, variar seu consumo, dentro do possível para cada animal, pode trazer inúmeros benefícios para a saúde geral do seu melhor amigo!


Além de serem ricas em fibras e minerais, algumas frutas possuem mais propriedades antioxidantes, como as vermelhas, outras contém mais vitaminas com ação anti-inflamatórias, como as amarelas, todas compõem uma excelente fonte de nutrientes para o seu melhor amigo!


As frutas também são ótima fonte de hidratação, uma vez que possuem uma grande quantidade de água em sua composição.


Desde que seja oferecida com cautela e moderação, sempre levando em consideração as necessidades individuais de cada pet, as frutas podem ser uma forma saudável de diversificar e substituir os petiscos industrializados em sua dieta!


Aqui na Pet Integra o seu melhor amigo conta com atendimento especializado em Nutrologia e Alimentação Natural. Agende uma consulta pelo link abaixo.











2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page