top of page
  • Foto do escritorDra.Larissa Toyufuku

Meu pet tem medo de fogos de artifício e agora?


Final de ano chegou e junto com ela a Copa do Mundo, dando a largada para uma época repleta de festas e confraternizações! Porém, quem é tutor de pet sabe que esses períodos festivos podem ser bem difíceis e estressantes para eles, principalmente para aqueles que têm medo exacerbado de fogos de artifício e sons altos!


Apesar de estarem proibidos em muitos locais do Brasil, infelizmente os rojões ainda são utilizados de maneira indiscriminada por algumas pessoas, causando desconforto e distúrbios emocionais nos animais, uma vez que eles possuem uma audição muito mais sensível do que a nossa!


Outros sons também podem ser assustadores para eles, como trovões, sirenes, buzinas e palmas.


Por que os animais têm esse medo?


Cães e gatos contam com uma audição muito mais apurada do que os humanos, de até 2 oitavas acima, o que faz com que eles ouçam os sons ao seu redor de forma potencializada e muitas vezes assustadora!


Um fator também importante é o racional, ou melhor, a falta dele, uma vez que por não entenderem o motivo do surgimento de barulhos excessivos, como o dos rojões, por exemplo, eles entram em um estado de alerta e ansiedade para fugir ou brigar sem ter um motivo real para tal.


E isso pode oferecer riscos à saúde deles?


Sim, porque além deste estado emocional desencadear uma maior liberação de cortisol na corrente sanguínea deles, também ocorre a ativação do sistema simpático, e como resultado, muitos relatos de fuga de animais em noites festivas, como no Natal e no Ano Novo, o que pode culminar em acidentes, atropelamentos ou até mesmo no desaparecimento deles.

Caso seu animal seja idoso ou cardiopata, o cuidado com o eles durante esse período deve ser redobrado, a fim de evitar maiores complicações de saúde.

Então, como posso ajudar o meu pet?

1- Prepare o ambiente

É muito importante que na hora dos fogos e rojões, o seu melhor amigo esteja em um local no qual ele se sinta protegido, e principalmente, que não ofereça risco de fugas ou dele se machucar. Por isso, retire do ambiente móveis soltos, espelhos e fecha todas as portas e janelas.

Você pode utilizar cobertores ou panos para cobrir os vãos das portas e janelas para abafar um pouco mais o som externo, além de algodões ou protetores auriculares próprios no ouvido do seu Pet.

Outra dica legal é colocar música ambiente relaxante e deixar um local confortável para que ele possa permanecer acolhido o tempo que precisar.

2 - Evite acidentes

Acidentes são muito comuns nesta época do ano, geralmente as pessoas já estão em clima de festa e é comum passarem de carro nas ruas buzinando e com o som alto, por isso, evite sair para passear com o seu amigo durante as queimas de fogos para não assustá-lo e caso precise sair, não deixe ele preso na coleira.

3- Associação positiva

Se possível, tente estar presente junto ao seu melhor amigo neste momento difícil, ou o deixe com pessoas que irão oferecer carinho, petiscos e brincar durante os barulhos fogos, para que gradualmente ele vá associando esse momento a coisas boas.

Lembre-se de que ele não sabe o que está acontecendo e quanto mais ele se distrair com outras atividades positivas, melhor!



4- Cheirinho que acalma

Aromaterapia

A aromaterapia é uma grande aliada para ajudar a acalmar os pets que sofrem de ansiedade e medo! Procure borrifar ou colocar difusores de ambiente com óleos essenciais com efeitos tranquilizantes, como o capim-limão e lavanda, por exemplo, 1 a 2 horas antes do início dos barulhos iniciarem!

5- Santo Chazinho

Os chás de ervas calmantes não são bons somente para os humanos, nossos pets também podem usufruir dos benefícios de uma bela xícara de chá! Tente oferecer um pouco de chá de camomila ou de melissa, sem açúcar, 1 hora antes de eventos considerados estressantes para ele e vá sentindo ele relaxar aos poucos. Use ¼ de xícara para cachorros pequenos e 1 para cães grandes!

6- Aquele abraço reconfortante

Técnica Tellington Touch

Quando recebemos um abraço bem apertado nos sentimos protegidos, não é? Pensando nisso, foi desenvolvida uma técnica de amarração com a finalidade de imitar um abraço e trazer esse acolhimento para os animais!

Essa amarração se chama “Tellington Touch” e impacta diretamente o sistema nervoso do animal, uma vez que a faixa amarrada pelo corpo dele pressiona, ao mesmo tempo, o dorso e o peito, trazendo uma sensação de segurança e de tranquilidade!

7- Terapias energéticas

Terapias energéticas

Terapias energéticas e complementares como radiestesia e reiki são super bem-vindas em casos de desequilíbrios em pets, uma vez que atuam equilibrando e harmonizando o corpo mais sutil deles.

A cromoterapia também pode ser uma poderosa aliada, ajudando a acalmar os nossos amigos em ambientes fechados, para isso aposte nas cores azul e roxo.

8- Flores mágicas


Quem já ouviu falar nos Florais de Bach sabe que essas essências de flores são poderosas quando se trata de distúrbios emocionais! Através da ingestão dessas gotinhas mágicas, é possível tratar quadros de medo excessivo, traumas, compulsões e ansiedade de separação, por exemplo, além de ser uma alternativa mais natural para auxiliar os pets a se adaptarem às novas situações como as festas de final de ano!


Dica Bônus! E, talvez a mais importante, procure sempre um médico veterinário para te indicar o melhor tratamento para o seu melhor amigo. Não automedique ele ou teste remédios caseiros indicados por pessoas sem instrução.


Aqui na Pet Integra Alphaville você encontra veterinários especializados e que podem ajudar o seu pet. Entre em contato e agende já uma avaliação!





18 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page